Crocantes por fora, macias por dentro, orgulhosamente imperfeitas, assim são as cookies Funky Chunky. Nasceram nas redes sociais e escolheram a nossa freguesia para a sua primeira morada física.

Desde março de 2020 que estão na Rua Luciano Cordeiro, 25B, e desde então tudo ficou mais cor de rosa.

Ao entrarmos no espaço, onde antigamente funcionava um talho, podemos ler: “Não somos bolos, nem bolachas, somos cookies” e estas contêm felicidade. Uma felicidade que tem sido crescente para a Sofia Horn que, com a pandemia, teve o empurrão necessário para abrir o seu próprio negócio.

“Trabalhava numa agência de publicidade onde criava marcas. Fui para o Brasil em teletrabalho para estar perto da minha família, quando fomos todos despedidos da agência. Sempre gostei muito de cookies e comecei a fazer isso por diversão e cada vez mais me apaixonava pela ideia”, conta Sofia.

Muita farinha, açúcar, ovos e chocolate depois, e com mais de 100 receitas testadas para chegar ao pretendido, Sofia conseguiu que a Funky Chunky funcionasse, primeiro no Brasil, de onde é natural, e depois em Portugal. Onde começou a vender a partir da cozinha da sua casa “para amigos e de amigos para amigos, com uma página no Instagram, foi crescendo gradualmente”.

Mas porquê “Funky Chunky”? 

Funky é um estilo musical, divertido e ao mesmo tempo é algo que não é convencional. O Chunky refere-se aos chunks, ou seja, aos pedaços de ingredientes que usamos para fazer as cookies”, explica a responsável que afirma que aqui orgulham-se de ter cookies imperfeitas.

“Aqui tudo é feito de forma artesanal. Por isso há cookies que saem mais altas, é isso que a faz única e especial. O que nos remete para o mundo real onde cada um de nós é imperfeito e é essa imperfeição que faz de nós o que realmente somos”.

À escolha cerca de dez sabores, que vão sendo atualizados mensalmente, mantendo sempre os mais clássicos – e favoritos dos clientes. Neste momento os recheios são de nutella, chocolate, chocolate de nozes, chocolate branco e nozes, kinder bueno, doce de leite, manteiga de amendoim, red velvet, uma versão vegan e uma versão saudável (com óleo de coco e farinha de aveia). Existem ainda os cookie bites são uma medida contra o desperdício que são os cookies do fim do dia, cortados em pedaços e revestidos com chocolate belga.

Para quem quiser pode comprar as cookies congeladas e levá-las para casa basta “colocar no congelador e vai ao forno, cerca de 12 minutos”, explica Sofia.

A Funky Chunky já tem os clientes habituais que conheciam o conceito de “cookie” de outros países como tem clientes muitos curiosos. “Por exemplo, temos pessoas mais velhas que todas as semanas compram cookies de sabores diferentes. Podemos dizer que encantámos pelo sabor”, afirma a responsável.

Os próximos passos, levar a Funky Chunky até ao Porto e abrir outro espaço na cidade de Lisboa.

 

Horário: de terça a domingo das 13h30 às 21h30. Encerram à segunda-feira.