O projeto Mãos ao Ar, que avaliou a mobilidade escolar nas várias Freguesias de Lisboa, concluiu que os alunos da Freguesia de Santo António deslocam-se mais a pé do que de automóvel no seu percurso para a escola.

O estudo, que recolheu respostas de 47141 alunos de 188 escolas, de 7 a 11 de outubro de 2019, mostrou que 48,6% dos alunos das várias freguesias de Lisboa se deslocam de automóvel para a escola, enquanto que 23,4% se desloca a pé e 15,5% de autocarro.

Os alunos da Freguesia de Santo António das escolas Luísa Ducla Soares, São José e Colégio de Santa Teresinha contrariam a tendência, com 36,8% a afirmar que vai para a escola a pé e 32,2% a deslocarem-se de automóvel.

“Um dos nossos objetivos é que as pessoas percebam a necessidade de segurança rodoviária à volta das escolas. Se não for segura, os pais terão mais relutância em deixar os filhos ir a pé. Este estudo é um retrato da cidade e quando queremos atuar numa determinada área, um dos dados que utilizamos é este”, afirma a equipa de projeto da Câmara Municipal de Lisboa.

O Mãos ao Ar é um inquérito baseado no preenchimento de questionários pelos professores, que recolhem as respostas dos alunos através de “braço no ar”. Este projeto municipal está na sua 3.º edição, tendo contado, no ano de 2019, com o apoio das Juntas de Freguesia de Lisboa para distribuir pelas suas escolas os Kits Mãos ao Ar. O kit incluía um saco de pano com as instruções e as folhas de resposta para cada turma de cada escola, dois cartazes de divulgação e uma carta ao diretor da Escola, apelando à participação e à divulgação do inquérito. Na Freguesia de Santo António, a taxa de respostas foi acima dos 70%.