A Freguesia de Santo António criou uma Carta de Princípios Ambientais, que foi aprovada em Assembleia de Freguesia na passada terça-feira, 15 de junho.


Esta carta pretende estabelecer princípios e normas para criar um ambiente cada vez mais sustentável. Por essa razão, o documento estabelece quatro grandes princípios: “Alteração Climática e Energia”; “Consumo e Gestão de Resíduos”; “Gestão da Água e Proteção da Diversidade Ambiental” e “Educação, Compromisso e Parcerias”.


No princípio da “Alteração Climática e Energia” a freguesia compromete-se a reduzir o consumo de energia e emissão de gases, mantendo os serviços que presta à comunidade. Desta forma, o objetivo passa por promover a eficiência energética, aumentar a utilização de fontes de energia renováveis, gerir o consumo de eletricidade e apostar em veículos e equipamentos mais ecológicos.


Já no princípio de “Consumo e Gestão de Resíduos” assume-se o compromisso de valorizar e promover o reaproveitamento de materiais, através da redução do consumo excessivo de papel e plástico e da eliminação do plástico de utilização única, por exemplo.


No terceiro princípio, referente à “Gestão da Água e Proteção da Diversidade Ambiental”, a freguesia pretende maximizar o valor e a eficiência da água, para além de assumir um compromisso de proteção da fauna e flora existentes. No fundo, a aplicação deste princípio pretende atuar na gestão do consumo de água, na promoção do conhecimento do valor da água, no incentivo à variedade de ambientes verdes e naturais e na minimização da poluição nos espaços verdes.


Por fim, no princípio da “Educação, Compromisso e Parcerias” a freguesia compromete-se a despertar mentalidades para as problemáticas ambientais, através de sensibilização interna e externa, da organização de eco eventos e da criação de parcerias para a promoção de iniciativas ambientais. Pretende-se ainda criar uma rede colaborativa de autarquias ambientalmente responsáveis, que promova os princípios ambientais desta carta.


Para além destes princípios, a carta estabelece três grandes compromissos: com a população, com o ambiente e com as metas governamentais e a Constituição Portuguesa.
Na mesma Assembleia de Freguesia foi aprovada a alteração da denominação de Unidade de Limpeza Urbana para Unidade de Ambiente Urbano e Sustentabilidade.


Esta renomeação foi proposta tendo em conta as ações de sensibilização ambiental, projetos e parcerias de economia circular dinamizadas por esta equipa – como é o caso do programa “O Mar começa aqui, bem no coração de Lisboa” e a presente Carta de Princípios Ambientais.

Consulte as versões resumida e completa da Carta de Princípios através dos respetivos links.