ARRAIAL DE SANTO ANTÓNIO - O ARRAIAL MAIS SANTO         

A emblemática praça da Freguesia de Santo António voltou a ganhar um novo colorido, após dois anos de confinamento, e novas caras durante 24 dias – de 27 de maio a 19 de junho - onde muito se cantou, dançou ao som de músicas populares portuguesas e sempre na companhia dos tradicionais petiscos dos santos populares.

A tradicional sardinha assada, as bifanas (no prato ou no pão), os enchidos, o belo do caracol… tudo sempre bem acomodado e preparado para as noites mais longas dos lisboetas.

Estas noites de junho são para todos aqueles que se querem divertir. Seja a dançar ou a cantar entre família, amigos ou colegas de trabalho.

Para dançar nada melhor do que a música ao vivo. Todas as sextas, sábados e vésperas de feriado, os músicos subiram ao palco do Arraial de Santo António. Este ano recebemos: KZL Music (27 de maio), Nelson e Nelson (28 de maio), Sara Pessoa e Hélder (3 de junho), Tecl-Acord (4 de junho), Gina Reis e Ricardo (9 de junho), Cristais da Noite (10 de junho), Sara Pessoa e Hélio Esteves (11 de junho), Nuno Ropio e Bruno (12 de junho), Banda Celtas (15 de junho), Gina Reis e Hélder Pereira (17 de junho) e Banda JoviMusic (18 de junho).

Na madrugada de 12 para 13 de junho, Lisboa voltou a viver a noite de Santo António nas ruas. E antes do desfile das Marchas Populares na Avenida da Liberdade, o Presidente Vasco Morgado juntou à mesa do Arraial da freguesia a cultura, a diplomacia e membros da autarquia de Lisboa.

Filipe Anacoreta Correia, Vice-Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Filipa Roseta e Joana Almeida, Vereadoras da Câmara Municipal de Lisboa, Ricardo Batista Leite, deputado, Yusmari Díaz, Embaixadora de Cuba em Portugal, Carlos Cunha, José Raposo, Rita Ribeiro e Rita Blanco foram algumas das presenças nesta noite do santo casamenteiro.

A tradição foi mais uma vez cumprida não só na Praça da Alegria com o arraial, como na Avenida da Liberdade onde as marchas populares desfilaram. Este ano os nossos parabéns à Marcha da Madragoa pela vitória.