Nos anos de 1986 e 1987, Lauro António, cineasta português, apresentou-nos a série “A Paródia”, que passava na RTP1. Nesta série de programas documentais e recreativos dedicados a grandes figuras do cinema e do teatro, o objetivo era divertir ao mesmo tempo que se ensinava.

À conversa com Frederico Corado, filho de Lauro António, este conta-nos: “Quando o Vasco Morgado me falou do centenário do Parque Mayer, uma das primeiras coisas que eu lhe propus foi passar esta série que o meu pai fez e à qual estou muito ligado”. Grande parte dos programas foram gravados em sua casa e tem na sua memória vários depoimentos de nomes bem conhecidos, como Herman José.

“Fiquei muito ligado a esta série, assim como estou muito ligado ao Parque (Mayer) por vários motivos. Acho extraordinário passar estes episódios aqui, neste cenário, e devolver, desta forma, a voz aos atores que aqui trabalharam e que, infelizmente, já não estão cá”, diz-nos Frederico.

Nestas semanas de celebração, vários foram os programas transmitidos, homenageando nomes como Laura Alves, Costinha, Vasco Santana ou Beatriz Costa. Num ambiente que misturou a nostalgia e a esperança, ouvir a voz de quem passou tanto tempo no Parque mostrou como não devemos deixar que acreditar neste espaço mágico da nossa cidade.