Novembro de 2022 foi o mês que abraçou a primeira atividade intergeracional das AAAF (Atividades de Apoio e Animação à Família) e CAF (Centro de Apoio à Família) da freguesia de Santo António.

As subunidades de educação e ação social uniram-se neste projeto que não só apoia as famílias, como também constrói pontes entre a geração das crianças do pré-escolar e a geração dos seniores da freguesia.

O atelier de música foi o escolhido para esta primeira atividade intergeracional. As crianças começaram a ter contacto com as canções em setembro, através das aulas de música, ao mesmo tempo que ensaiámos um tema popular com os seniores, no Centro Social.

E este foi o desafio: criar para cada uma das gerações, dentro da mesma arte, duas visões diferentes e formas distintas de a interpretar. Os seniores foram muitos recetivos a esta iniciativa e um grupo que inicialmente contava com oito pessoas, rapidamente passou a integrar dezoito elementos, num claro sinal de agrado e aprovação da atividade. As crianças do pré-escolar estavam entusiasmadas porque iam finalmente apresentar as canções que tinham andado a ensaiar desde o início do ano letivo.

10 de novembro foi o dia escolhido para a apresentação do trabalho realizado pelos seniores e pelas crianças do pré-escolar das escolas da nossa freguesia (EB1/JI Luísa Ducla Soares e EB1/JI São José). Sensibilizar os elementos de cada faixa etária para a importância das pessoas com quem iriam estar e para quem se iriam apresentar cantando uma música parece simples, mas na preparação desta atividade estiveram incluídas muita dedicação, persistência, alegria e disposição.

Os seniores trabalharam a música “Falta Aqui Uma Ceifeira”, uma música popular alentejana e as crianças apresentaram “Há Nuvens No Céu” e “Uma, Duas, Três Castanhas”, uma música divertida e que incluiu uma pequena coreografia.

Além da canção que apresentaram aos seniores, as crianças também criaram uma pequena lembrança com os seus monitores, para entregarem aos novos amigos “mais velhos”.

Por sua vez, o Centro Social Laura Alves também pensou numa lembrança para oferecer às crianças, de forma a fechar esta primeira atividade intergeracional com chave de ouro.