+351 218 855 230     info@jfsantoantonio.pt
Lisboa:

Notícias

Até ao dia 29 de março estão abertas as inscrições para as Férias da Páscoa do Projecto Bússola da Freguesia de Santo António.
As férias destinam-se a jovens dos 10 aos 16 anos.
Todas as inscrições devem ser feitas nos polos da freguesia (Calçada Moinho de Vento, nº3 ou Rua Alexandre Herculano nº46, r/c Drt).
Mais informações em Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Até ao dia 22 de março estão abertas as inscrições apenas para FREGUESES para as Férias da Páscoa da Freguesia de Santo António. 
De 25 a 29 de março decorre a segunda fase das inscrições para TODAS as CRIANÇAS e JOVENS dos 4 aos 16 anos. Caso ainda existam vagas.
Todas as inscrições devem ser feitas nos polos da freguesia (Calçada Moinho de Vento, nº3 ou Rua Alexandre Herculano nº46, r/c Drt).

As férias decorrem de 08 a 22 de abril.

O mês de março é o mês da Francofonia, isto é, anualmente os países membros ou observadores da Organização Internacional da Francofonia (OIF) com expressão diplomática em Portugal, reúnem-se para celebrar os valores da democracia, educação, tolerância, solidariedade e partilha de uma língua.

De 1 a 31 de março, 24 cidades nacionais (Continente e Açores) recebem a diversidade cultural e musical da Francofonia.

A “VELHINHA” FILARMÓNICA

A Filarmónica foi fundada a 4 de Março de 1896, por casapianos. Rodrigues Cordeiro era professor, na Casa Pia. Quando os músicos decidiram formar a banda, não só a baptizaram com o nome do antigo mestre, como também o escolherem para regente.

O artigo do jornal Correio da Manhã, do dia 4/3/1996, fazia assim notícia com a inauguração da Sociedade Filarmónica João Rodrigues Cordeiro.

Previous Next

Comemorou-se a 8 de março, o dia Internacional da Mulher, que teve o seu início nos primórdios do século XX, e embora com algumas interrupções, tem permanecido até aos nossos dias. Este dia serve essencialmente para reconhecer a importância do papel da mulher na sociedade, que para além de continuar a ser o grande pilar da família, tem vindo ao longo dos anos a conquistar o seu espaço no mundo do trabalho.

Previous Next

De 02 a 06 de março de 2019 decorreu a terceira edição do Carnaval na Neve da Freguesia de Santo António. Mas antes de chegarmos até à Serra da Estrela houve uma série de procedimentos. Desde a divulgação, às inscrições para todas as crianças e jovens dos 6 aos 17 anos até à reunião com os Encarregados de Educação. Na Biblioteca Arquitecto Cosmelli Sant’Anna (BACS) muitos foram os Encarregados de Educação que, no dia 25 de fevereiro, esclareceram as suas dúvidas e ficaram a conhecer o programa das férias de carnaval.

Palavras da Presidente do CDS-PP em visita pela primeira vez ao Espaço Júlia – RIAV (Resposta Integrada de Apoio à Vítima), na Freguesia de Santo António.
Assunção Cristas como forma de acompanhar o que tem sido feito no campo da violência doméstica quis sinalizar uma resposta inovadora, de proximidade que sendo replicada trará mais acompanhamento e mais qualidade às vítimas.

No dia 27 de fevereiro Joana Bonvalot chegou com a naturalidade, a espontaneidade e a alegria caraterísticas típicas da “Infância”, nome dado à sua primeira exposição na Biblioteca Arquitecto Cosmelli Sant’Anna (BACS).  

“Esta exposição de desenho, retrata a infância no seu mundo mais puro. Muitos dos modelos são os meus filhos, que foram uma fonte de inspiração inesgotável, por isso o meu amor a estes trabalhos é inevitavelmente redobrado”. Afirma a pintora e ilustradora para quem foi muito difícil fazer a seleção das obras expostas na BACS até ao dia 22 de março.

Desde sempre lápis, canetas, papéis e tinta foram sempre o seu fascínio. Procurando projetar na tela motivos alegres, para que quem olhe o seu trabalho, se sinta feliz também.

Estivemos à conversa com a Arquiteta Raquel Alho, que idealizou e realizou todo o projeto da requalificação do Jardim das Amoreiras, na qual obtemos diversas respostas sobre o projeto.

Quais as mudanças que vão decorrer no jardim?
O Espaço Público em Lisboa já está bem consolidado, principalmente na zona histórica da cidade. Este jardim está inserido no tecido urbano como um jardim de bairro, mas é muito mais, pois associado ao aqueduto podemos considerá-lo como um símbolo da cidade.

O presidente Vasco Morgado juntamente com a arquiteta Raquel Alho visitaram as obras de requalificação do Jardim Marcelino Mesquita (Jardim das Amoreiras).
Os dois discutiram temas como o conceito do projeto que terá uma “ligação” do jardim ao aqueduto e que será baseado num desenho estilizado da passagem de água formando uma corrente de água.

A Freguesia de Santo António informa que estão a ser plantadas cerca de 13.550 unidades de plantas de sol, de meia sombra e de sombra no Jardim Marcelino Mesquita (Jardim das Amoreiras).
Para tal solicitamos a todos os donos de animais que respeitem estes espaços e o trabalho que está a ser feito. Não deixando os mesmos à solta nestes canteiros.

A Freguesia de Santo António ofereceu bilhetes à EB1/JI de São José para a 6ª edição do Festival Internacional de Cinema Infantil & Juvenil de Lisboa.

No dia 18 de fevereiro de 2019 cerca de 200 crianças entraram no Cinema São Jorge para usufruírem das curtas-metragens de animação do PLAY. Neste caso a seleção foi pensada para as crianças dos 6-9 anos.

Informam-se todos os interessados que, entre os dias 18 de fevereiro e 22 de fevereiro de 2019, estão abertas inscrições, no Departamento de Licenciamento, sito na Rua Alexandre Herculano nº 46 R/C Esq 1250 – 011 Lisboa, para o sorteio de autorizações do direito de uso do espaço público para venda pontual de flores no dia 8 de março de 2019 em cinco locais da Freguesia de Santo António.

A noite de São Valentim é na Freguesia de Santo António sinónimo de música, animação para namorados, casados, amigos e famílias. No fundo para todos aqueles que se queiram divertir. E foi o que aconteceu na noite de 15 de fevereiro de 2019 quando as portas do Cineteatro Capitólio abriram para a 5ª edição do Baile de São Valentim

“Estamos dispostos a pôr a malta a dançar”, uma promessa feita no início da noite pelos The Jukeboxer’s e cumprida durante uma viagem com mais de duas horas aos grandes e imortais hits das décadas de 50, 60 e 70´s.

Todas as cartas de amor são ridículas. Não seriam Cartas de amor se não fossem ridículas - Álvaro de Campos.
 
"As Mais Belas Cartas de Amor" foi o livro escolhido para a leitura de ontem nos Contos com Memória em homenagem ao dia de São Valentim. Quisemos levar os nossos seniores a recordar as declarações que em tempos eram feitas, através dos autores portugueses como de Almeida Garrett à sua amada Viscondessa da Luz, Victor Hugo à jovem atriz Juliette Drouet, de Edgar Allan Poe a Annie Richmond e de Fernando Pessoa ao seu grande amor, Ofélia Queirós. Conhecemos os amores e desamores dos escritores, as suas paixões e mágoas que inspiraram estas arrebatadas cartas, onde vida e literatura se confundem.
 
Este evento é destinado a pessoas com mais de 60 anos, acontece todas as segundas quintas-feiras do mês, às 14h, onde se pode recordar histórias de agora e de outros tempos, relembrar memórias e criar novas. Porque nunca é tarde de mais para se ouvir uma boa história.           
 
Esperamos por si no próximo dia 14 de março para mais um Contos com Memória, na Biblioteca Arquitecto Cosmelli Sant'Anna (BACS), rua Alexandre Herculano nº46.
A entrada é livre.

Antena para o céu aponta
Sintoniza uma história
Que a Olga conta.
 
Antenas sintonizadas, miúdos e graúdos aguardam para conhecer qual a história que o mês de fevereiro lhes preparou. E em dia de São Valentim, a Biblioteca Arquiteto Cosmelli Sant’Anna (BACS) preparou uma história sobre a amizade.
Através dos animais de estimação, o livro “Elefantes não entram”, de Lisa Mantchev e Taeeun Yoo, mostra-nos que nem todas as crianças têm cães, gatos ou peixes. Há elefantes, girafas, doninhas, pinguins, morcegos…que também podem ser animais de estimação. E nem por isso são excluídos ou deixados para trás.
No final fica a lição de que os verdadeiros amigos “ajudam-se uns aos outros a passar por cima dos obstáculos” e indicam-nos o caminho sempre que precisarmos.
A atividade proposta, após a história, foi personalizar elefantes recorrendo a cd’s.

O próximo Canto do Conto decorre a 14 de março com o amigo canguru, pelas 18h, na BACS.

As crianças das nossas escolas foram surpreendidas no dia 14 de fevereiro de 2019 ao receberem um presente elaborado com carinho pelas mãos das nossas utentes do Cantinho dos Lavores. A funcionar na Freguesia de Santo António para que os nossos seniores possam contribuir com o que de melhor muitas destas mãos ainda conseguem fazer. Foram elaborados 350 corações.

Tudo começou no verão de 2017 quando por causa dos incêndios, dois agricultores, o Zé e a Ana perderam as suas árvores de fruto, que na sua maioria eram cerejeiras. A Freguesia de Santo António ajudou a dar fruto a esta causa adquirindo uma cerejeira por cada 4 crianças das escolas do 1º ciclo (EB1 de São José, EB1 Ducla Soares), no Dia Mundial da Árvore. Ao todo foram enviadas 84 cerejeiras para o Fundão, que já foram plantadas.

O fim de semana de 2 e 3 de fevereiro de 2019 foi o escolhido para concretizar o compromisso assumido. Apesar da chuva que se fez sentir dias antes foi possível, em duas horas, plantar 200 árvores. Uma ajuda que chegou dos mais variadíssimos locais.

Por parte da Ana e do Zé as palavras não são suficientes para expressar a ajuda em recuperar tão rapidamente quanto possível a sua atividade.

O que se espera é, que daqui a uns tempos, estarmos todos deliciados com estas cerejas.

(Agradecimento à Quinta do Arneiro pela cedência das fotografias)

“Estive uns 10 anos sem dentes porque como não me habituava à placa colocava-a no bolso”. Quem o afirma é o freguês António Castela, de 65 anos, cuja história de vida cruza-se com tantas outras quando os dentes (ou a falta deles) implicam com o sorriso ou com a comida.

A transformação desta realidade chegou no dia 23 de abril de 2018 quando a Freguesia de Santo António e a “Mundo A Sorrir”, uma Organização Não Governamental (ONG), sem fins lucrativos, inaugurou a primeira clínica de higiene oral em Lisboa. O projeto C.A.S.O. (Centro de Apoio à Saúde Oral) a funcionar no Centro Social Laura Alves, ajudou a mudar a vida de António Castela não é só pela reabilitação oral, mas pela reconquista de confiança de alguém que há muito tempo não sorria.

“O Sr. Castela já vinha totalmente desdentado. Numa fase inicial ensinámos a fazer a manutenção de uma gengiva saudável e aconselhámos logo para o processo de prótese. Neste caso foram cinco semanas e a prótese na prova de dentes assentou muito bem. Quando chegou a definitiva foi o paciente que mais facilmente se adaptou à prótese”. Palavras de Teresa Valério, Direção Clínica do Projeto CASO de Lisboa, que acompanhou todo o processo deste freguês que se sente um privilegiado. “Já não consigo viver sem ela (prótese). Adaptei-me muito bem. Hoje a primeira coisa que faço quando acordo é colocar o relógio e a placa. Eu demorei 10 anos, mas consegui”.

A população alvo da clínica é dos 18 aos 75 anos da Freguesia de Santo António bem como de instituições parceiras, mas “não excluímos as outras faixas etárias. Por exemplo a D. Virgínia de 93 anos aqui da freguesia. Já há muitos anos sem dentes, não comia em condições, a anemia era uma constante e a má nutrição era uma realidade. Com a colocação dos dentes contribuímos para que voltasse a comer carne e peixe”. Um processo que, para André Sousa, Sociólogo do Projeto CASO de Lisboa, se traduziu num maior acompanhamento por parte de toda a equipa que, para além da reabilitação oral tem um gabinete de Apoio Psicossocial de onde partem todos os processos.

“As pessoas para entrarem aqui, há uma articulação com o gabinete de Ação Social da Freguesia de Santo António, onde temos que analisar o per capita da pessoa para ver se é legível para esta clínica. Depois pedimos dois exames complementares (Raio X da boca e um relatório médico) mas acima de tudo temos que conhecer o historial das pessoas, as suas expectativas para integrá-las no processo”.

Um processo onde se criam laços de proximidade com os utentes, se quebram barreiras e onde a palavra de ordem é prevenir. “Na primeira consulta entregamos uma escova e uma pasta onde ficamos mais de metade de uma primeira consulta a explicar como escovar, como colocar o fio dentário onde a maior parte nunca utilizou até chegar aqui a uma primeira consulta”, conclui André Sousa.

A primeira clínica CASO de Lisboa tem sido um sucesso. Desde a sua inauguração os objetivos já foram largamente superados uma vez que já têm cerca de 90 pacientes quando tinham projetado atender 75 pessoas até ao final do ano de 2018.

Local: Centro Social Laura Alves - Calçada Moinho de Vento 1, 1169-114 Lisboa
Horário: segunda a sexta das 9h30 às 17h30

MAGAZINE SANTO ANTÓNIO

APP DE SANTO ANTÓNIO

A aplicação para dispositivos móveis da Freguesia de Santo António permite que aceda, de forma simples e gratuita,  à informação, agenda, noticias e serviços da sua freguesia e reportar "problemas na minha rua" que eventualmente surjam. Basta que se registe na nossa plataforma.

 

Para mais informações comunicacao@jfsantoantonio.pt

Descarregue aqui a APP

Disponível em iOS e Android

Search